Gestão Ambiental

A SulAmérica assumiu voluntariamente compromissos que têm como princípios a preservação do meio ambiente por meio da gestão integrada dos impactos ambientais decorrentes das operações de seu negócio. Para cumprir esses compromissos, a companhia desenvolveu algumas iniciativas, aprovou em 2015 a Política Ambiental da Companhia e instituiu um Programa de Gestão Ambiental. Para ter acesso à Política Ambiental clique aqui.

A SulAmérica entende que o maior impacto das mudanças climáticas em seus negócios é decorrente de eventos climáticos extremos, principalmente na carteira de Massificados e Auto. A Companhia oferece em seus produtos coberturas específicas para riscos advindos de eventos climáticos extremos (por exemplo, vendaval, granizo e tornados, entre outros). Para mais detalhes sobre os impactos das mudanças climáticas, acesse o índice de indicadores. [SULA 121/GRI 201-2]

Veja a seguir as iniciativas de gestão ambiental da SulAmérica:

Inventário de Emissões de GEE

A SulAmérica publica o Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa desde 2010 com o objetivo de medir sua pegada de emissões e definir uma estratégia de redução e compensação dessas emissões para os próximos anos. [SULA 122/GRI G4: 305-1, 305-1, SULA/GRI305-5]

Inventário de emissões 2013, 2014 e 2015
Inventário de emissões GEE 2012
Inventário de emissões GEE 2011
Inventário de emissões GEE 2010


A partir de novembro de 2015, o prédio da SulAmérica em São Paulo foi desativado reduzindo o consumo de gás natural e de diesel no Escopo 1. No Escopo 2, a redução de 43% deve-se a mudança no fator de emissão e a mudança para um prédio mais eficiente em São Paulo.  de emissão No escopo 3, a redução deve-se ao fato da exclusão da fonte "Inspeção - Riscos Industriais e Comerciais", uma vez que a carteira  de Grandes Riscos foi vendida. (GRI 305-5)

Consumo de Recursos [SULA 116/GRI 302-1 e 302-4, SULA 117/GRI 302-2, SULA 118/ GRI 303-1 e 303-3, SULA/GRI 306-2, SULA 119/GRI 303-1]

- Consumo consciente dos recursos naturais: A SulAmérica desenvolve campanhas para conscientizar seus colaboradores quanto ao consumo racional de recursos como energia elétrica, água e combustíveis fósseis. Em 2009 foram implantadas as primeiras ações e desde então, foram contabilizadas reduções significativas. Em 2016 o consumo de energia elétrica na Matriz e em Pinheiros teve redução de 24,3%, principalmente devido à mudança da sede de São Paulo para o Bairro de Pinheiros, O novo prédio foi desenvolvido de acordo com os mais avançados conceitos de construções sustentáveis, com área verde, equipamentos de baixo consumo de energia e bicicletário.

Além disso, a SulAmérica realiza diversas ações, como mudança de horário de desligamento e religamento das luzes, elevadores e sistema de ar condicionado no prédio da Matriz, assim como nas filiais, que contribuem diretamente para a economia de energia elétrica. [SULA 116/GRI 302-1 e 302-4, SULA 117/GRI 302-2, SULA 118 303-1 e 303-3]


(1) A unidade Morumbi foi desativada em novembro de 2015
(2)A unidade de Pinheiros foi inaugurada em novembro de 2015 e por isso tivemos um aumento expressivo do uso de energia elétrica comparado com o ano anterior.
(3) O aumento expressivo de consumo de diesel ocorreu devido ao uso intensivo do gerador no prédio de Pinheiros no ano de 2016 ocorreram inúmeras quedas de energia na região. 

tabela2 
(1) A SulAmérica não reportará as emissões de Resíduos Sólidos devido a impossibilidade de não conversão dessa emissão para Gigajoule. Esse valores podem ser encontrados no Inventário de Emissões de GHG do site GHG Protocol Brasil.
(2) A SulAmérica vendeu sua carteira de Grandes Riscos e, portanto, não será mais reportado no inventário "Inspeção - Riscos Industriais e Comerciais".
(3) Em fevereiro e março de 2016 o sistema do prestador Ticket sofreu uma alteração e não foi possível coletar estas informações.
(4) A categoria de transporte de empregados foi extinta, pois, com a alteração da mudança da sede para Pinheiros, a companhia não fornece mais ônibus.
 

tabela3 
(1)  Em 2014 o prédio do Morumbi sofreu manutenções nas tubulações, devido a vazamentos, fazendo reduzir o consumo de água utilizada no Poço Artesiano.
(2) A partir de novembro de 2015 a sede do Morumbi foi desativada e passamos a reportar a sede PInheiros, por isso a variação entre 2016 e 2015 é elevada.


- Iniciativas para redução de consumo de papel:
Desde 2009, a SulAmérica desenvolve iniciativas para reduzir o consumo de papel e a utilização de plástico para emissão de carteiras de identificação de segurados em suas operações e na cadeia de valor. Em 2016, 404 toneladas de papel foram reduzidas na cadeia de valor. Clique aqui para conhecer as iniciativas na cadeia de valor. [SULA 119/GRI 301-1]
Imprimir para quê?: O programa estimula os colaboradores a imprimir menos, incluindo a impressão frente e verso como padrão, impressão com chave de acesso e monitoramento das impressões por usuário. Em 2016, a companhia reduziu em 11% o número das suas impressões. [SULA 127/GRI 306-2, SUL]

Gestão de Resíduos

Desde 2004, a companhia adota a coleta seletiva em suas unidades de negócio, reduzindo os impactos diretos de sua operação. Na cadeia de valor, por meio de parcerias com fornecedores e prestadores, a SulAmérica estimula a correta gestão e destinação de resíduos derivados de suas operações. [SULA 127/GRI 306-2]


(1) A partir de novembro de 2015 a SulAmérica se mudou para o prédio em Pinheiros, por isso a variação é elevada comparada com o ano de 2016. (2) Em 2014, a SulAmérica não teve doação de mobiliários pois não teve nenhuma desapropriação de imóveis.
(3)  Até 2015, os sacos de lixos recolhidos na Matriz passaram a ser de 100 L, correspondendo o valor de 3,8125 kg. Essa mesma metodologia foi utilizada em São Paulo a partir de 2016.
(4) Em 2016, o fornecedor que recolhia o lixo na Matriz passou a adotar a medida de caçamba para reporte, utilizando a metodologia de 230kg/m³.
(5) Em 2016, não tivemos recolhimento de cabos de telefonia e TI, pois a coleta só é realizada em grandes quantidades.